Quanto vale seu estresse?

Quem nunca passou por situações em que essa pergunta apareceu num instante no pensamento?
Dias atrás, estava divagando em alguns grupos e me deparei com um pedido de conselho de uma garota que havia conseguido um emprego ótimo mas que ficava muito longe em um lugar perigoso para os seus horários de trabalho, assim ela desistiu no segundo dia.
Muitas a julgaram por "oportunidade não se consegue duas vezes", outras a apoiaram e já pensando no futuro e a acolheram falando: você aguentaria essa vida todo dia?
Diversas vezes já me vi nesse tipo de situação, não só com emprego mas com tudo, por isso resolvi trazer este relato à vocês.

Quando saí de um emprego que por várias vezes chegava ao ápice do meu stress por um salário mínimo, fiquei por um bom tempo em casa, procurando por outro que não fosse tão terrível quanto ao último. É, vida de brasileiro.
Por fim, acabei encontrando algo em um escritório e por incrível que pareça a entrevista foi na hora que eu entreguei o currículo. Depois de uma semana eu estava trabalhando lá.

Foi aí que eu comecei a me perguntar: minha saúde mental merece isso? 
Não falo isso por causa das pessoas que trabalhavam lá, e sim pelo bigboss! Não que todo chefe tem que ser bonzinho ou um amorzinho em pessoa (assim seria um falsiane, mas ok), digo isso por que no mínimo, e principalmente os patrões, tem que ter respeito pelos seus funcionários. No escritório podíamos esperar de tudo, desde gritos à xingamentos. Sem contar que o bigboss não tinha nem um pouco de paciência, nem pra esperar alguém (que ele precisava) no telefone. Me diz, como que convive com uma pessoa dessa? Além de pensar em mim, eu pensava: como essas pessoas aguentam isso? Será que elas não acham que consegue outro emprego melhor? 

Sabe, tinha funcionário lá que tinha mais de 10/7/5 anos de firma, será que eles se acostumaram a serem tão maltratados? Será que o estresse que passam vale isso? Um salário mínimo e desvalorização pessoal?  Pior que o que não deixava de se escutar era reclamação sobre o tal dito cujo.

Já passei por isso, mas não por causa de patrões e sim funcionários que além de não trabalharem direito querem ferrar com a sua vida custe o que custar. Me diz pra quê? A pessoa nem te conhece mas quer com toda força ver você levando uma bronca, caindo na lama, sendo demitido.

Depois de um mês (aguentei até muito) dei /quit desse emprego sem saber pra onde iria, mesmo sem nenhum trabalho a vista eu não podia ficar naquele lugar. Não sei vocês, mas em certos lugares eu começo a passar mal de tanto estresse, me dá um aperto no peito, a vontade de sair correndo do lugar é tanta que suo frio e fico com o corpo todo estranho, parece que a qualquer momento vou vomitar.


Tem gente que me acha egoísta por não aceitar esses tipos de coisas, e falam que se o emprego tá difícil a gente tem que aceitar levar chumbo, 
E o que você acha disso, egoismo também?
Quanto vale o seu estresse eu pergunto. 

0 comentários